Articulando

Articulando

Horto de Damasco

Neste blog, estaremos disponibilizando semanalmente artigos espíritas.

O Homem Renovado

ArtigosPosted by Horto de Damasco Sat, October 28, 2017 12:42:16

Por Flávio Mendonça (membro da equipe do Horto de Damasco)


O Homem Renovado

Este povo me honra com os lábios, mas o coração está longe de mim

Mateus 15:8 - Bíblia de Jerusalém

Já nos perguntamos o quanto essa máxima diz respeito aos nossos próprios atos? O quanto isso é verdadeiro e tem a ver conosco?

Jesus, orientador por excelência, aproveitava todos os instantes para ensinar seu evangelho de amor, seu roteiro de luz, para que o homem, não só dos tempos de sua vinda, mas de todos os tempos pudesse aprender através das reflexões que estes ensinamentos ensejavam e ainda ensejam.

Por vezes imaginamos que essa orientação se dirigia unicamente aos hipócritas da sua época, porém, se observarmos com mais zelo, quantas vezes nos referimos a Jesus com os lábios, mas carregando no coração sentimentos antagônicos aos seus ensinamentos? Quantas vezes nos distanciamos do seu roteiro, mesmo fazendo parte de correntes religiosas e filosóficas que em princípio, esposam o dever no bem?

Certamente fazemos isso por negligenciar nossa atenção, cedendo às conveniências sociais ou mesmo aos condicionamentos profundos, arraigados a nossa natureza ainda primária. É fato, nossos hábitos de homem velho, muitas vezes falam mais alto dentro de nós, e repetimos palavras bonitas, bons sermões, no entanto, com o coração distante do evangelho.

Quando o mestre sugere que oremos e vigiemos é justamente para que o homem velho, com seus velhos vícios seja sepultado nos porões do passado, dando forma ao novo ser, espírito renovado, em nova carapaça carnal ou fora dela, não obstante também em cada escolha no caminho evolutivo.

Fiquemos atentos sempre. É preciso cuidar da renovação interior para que esse homem novo cresça definitivamente para alto da montanha espiritual. A busca do entendimento de si mesmo, percebendo-se através do autoconhecimento é o único meio de enxergar os vícios que temos, e substituí-los por virtudes. Nesse mister, a prática do amor, a caridade viva é a única possibilidade de levar esse homem ao que Jesus chamou de Reino dos Céus. Procuremos, portanto, amar a Jesus com atitudes evangelizadas, não nos permitindo limitar a belas palavras vãs. Que Jesus seja nosso guia e modelo sempre!